Oportunidades para o mercado logístico

Foto: Marcin Jozwiak

Como as PPPs e outras medidas do governo estão favorecendo o crescimento do setor

As concessões, as Parcerias Públicas Privadas (PPPs) e as privatizações de rodovias, portos, aeroportos, ferrovias, bem como as melhorias de mobilidade urbana realizadas nos últimos anos, impactaram a economia nacional, disponibilizando recursos ao Governo Federal, atraindo investimentos e muitas oportunidades de negócios em diversos setores. O destaque no cenário atual fica por conta dos projetos na cadeia de valor de transporte e logística.

De acordo com dados divulgados no início de 2019 pelo Programa de Parcerias e Investimentos (PPI) do Governo Federal*, o setor de logística deve movimentar cerca de R$ 111 bilhões nos próximos anos. Só neste ano, 59 projetos do setor estão em andamento dentro do PPI.

O uso de galpões logísticos para a criação de centros de distribuição tem contribuído para diminuir o tempo de deslocamento de cargas e para a economia com custos de operação e de manutenção por parte das empresas. As concessões devem impulsionar, expandir e mudar o mercado imobiliário logístico para novas áreas de armazenagem, principalmente nas aeroportuárias e portuárias.

A concessão aeroportuária e portuária inicia um processo de expansão e descentralização da movimentação de carga no Brasil. Atualmente, grande parte da carga nacional ainda está concentrada no Eixo Rio-São Paulo. Com a entrada de novos players na administração dos aeroportos e suas áreas de Terminal de Carga Aérea (TECA) em outras regiões brasileiras, inicia-se uma competitividade positiva de atração de carga e de oportunidades no mercado logístico.

Como exemplo dessa competitividade, podemos citar os aeroportos de Fortaleza-CE, Recife-PE e Salvador-BA, que passaram a ser administrados por grandes players globais. A francesa Vinci Airports (Aeroporto de Salvador), a alemã Fraport (Aeroporto de Fortaleza) e a espanhola Aena (Aeroporto do Recife) devem competir pela atração de carga e de investimentos. É inegável que a concorrência entre as empresas é muito positiva para o mercado e para a dinamização da economia, já que as empresas buscam melhorias no serviço prestado e redução de custos. Essa dinâmica vai influenciar o crescimento da movimentação da carga e reduzir o Custo Brasil, que é diretamente influenciado pelos altos valores ligados à logística no país.

Rodadas de Concessão

No dia 15 de março de 2019, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) realizou a quinta rodada de concessões de aeroportos no Brasil. Na rodada em questão, o sistema de divisão dos aeroportos em blocos regionais foi testado. Foram 12 aeroportos, separados em três blocos: Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste.

A sexta rodada de concessões inclui 22 aeroportos dos blocos Sul, Norte e Central. O leilão está previsto para 2022 e o processo já está na fase de estudos técnicos preparatórios.

É importante que os investidores do mercado imobiliário e logístico fiquem atentos, principalmente às novas rodadas de concessão que vão gerar ótimas oportunidades para o setor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − dez =