EZ Towers – Torre B | Além das expectativas

Destaque em região privilegiada de São Paulo, Torre B do EZ Towers oferece mais do que ocupação triple A em lajes corporativas.

Por mais estruturada que a operação de uma empresa seja, é sempre vantajoso que ela encontre ocupações que sejam práticas, eficientes e completas.

E, por completa, entende-se uma ocupação bem localizada, com boa imagem corporativa, com ótimos serviços e espaços de uso comum e com facilidade para a instalação de escritórios, entre diversos outros pontos. E esse ideal é algo cada vez mais alcançado pelas em-presas responsáveis pela construção de torres comerciais. Contudo, neste cenário, algumas se destacam por conseguir superar expectativas, ou seja, por entregar um conjunto de características que surpreende o

mercado. Este é o caso da Torre B do EZ Towers.

O empreendimento, localizado na extensão na Av. Dr. Chucri Zaidan – recentemente renomeada como Av. Cecília Lottenberg –, na capital paulista, foi entregue no começo de 2017, mas chamou atenção durante toda a construção. Isso aconteceu, primeiramente, por causa do tamanho do projeto. Quem passava na Marginal Pinheiros no sentido Interlagos, conseguia ver do outro lado duas torres sendo construídas com um design inovador, composto por linhas verticais e arqueadas em harmonia com relevos. Na entrega, essa impressão melhorou ainda mais, uma vez que se trata de um empreendimento triple A que inovou não somente na arquitetura e no visual, mas também no perfil eficiente e moderno na operação e na ocupação.

Construída pela EZTEC e projetada pelo arquiteto uruguaio Carlos Ott, a Torre B do EZ Towers pertence à Brookfield, que tratou de melhorar ainda mais o que aparentemente não poderia ser melhorado. Por meio da atenção à operação das empresas e de diversos detalhes, a experiência de estar na torre certamente é algo singular. A prova desse reconhecimento de mercado são os 75% de ocupação. Mas não é somente isso: uma boa parte da metragem foi pré-locada, em 2016, pela Amil e pela FEMSA Brasil (Coca-Cola). Posteriormente, em 2017, mais ocupações aconteceram, assim como em 2018. É válido lembrar que se trata de um caso à parte, já que neste período, o mercado, no geral, passou por um momento de queda e de aumento de vacância. O que é, então, que faz com que o empreendimento seja tão bem aceito?

“O EZ Towers imprime sofisticação aliada a modernidade e isso é um diferencial em relação aos empreendimentos da região. Definitivamente, é um destaque.”

Patricia Beznos, Senior Leasing Manager da Brookfield Brasil

Lajes eficientes e de fácil ocupação

Com core central, as lajes, distribuídas em 31 andares, possuem lease span livre de colunas, o que permite flexibilidade na montagem dos diversos tipos de escritórios em pavimentos que medem d

e 1.650 m² a 1.860 m². É válido destacar que os espaços da zona alta são privilegiados por uma vista singular da cidade. Além das lajes inteiras, os ocupantes podem optar por meia laje, uma boa opção para empresas que precisam de espaços menores, de espaços para apoio ou de uma metragem complementar às lajes inteiras. Para as que querem uma ocupação ainda melhor, o 31º, além da vista, oferece o diferencial do pé-direito duplo.

Com pé-direito livre medindo 2,80 metros, as lajes contam com fachada de vidro que permite a entrada de luz natural, mas reduz o calor. Com isso, o locatário economiza nos gastos com ar-condicionado e iluminação. Todos os andares foram entregues com piso elevado, sistema de ar condicionado instalado (sistema VRF, com 56 evaporadas e 12 condensadoras por andar). Contudo, para facilitar ainda mais a ocupação, as empresas receberão os andares com sanitários (incluindo sanitários para portadores de necessidades especiais) e hall de elevadores prontos e acabados. O forro modular e as luminárias também serão fornecidos aos locatários, para que eles façam a instalação de acordo com as suas necessidades e com o seu layout específico.

Check-list completo

Sabe todas aquelas preocupações que os ocupantes têm quando estão escolhendo um espaço? Preocupações em relação à infraestrutura, serviços e áreas de uso comum? Pois então: a Torre B do EZ Towers devolve um check-list completo. Sim, muitas coisas são praticamente obrigatórias para um triple A, mas o empreendimento em questão foi além, em quantidade e em qualidade de soluções.

Primeiramente, o transporte vertical foi dimensionado para atender, com folga, a necessidade de circulação. São 21 elevadores que se movimentam em até seis metros por segundo, sendo 15 sociais, um de emergência e quatro para acesso às garagens. Os elevadores possuem sistema de antecipação de chamadas, em quatro zonas, e um sistema inovador de identificação de destino por meio do crachá do usuário. A torre conta, ainda, com um elevador VIP e um para acesso ao heliponto, já homologado pelos órgãos competentes, com acessibilidade e com sky lobby para espera. A presença do heliponto é mais um diferencial em relação aos empreendimentos da região.

A operação da sua empresa não pode parar? Certamente, não! Então que tal ocupar um espaço no qual isso não vai acontecer? Na Torre B do EZ Towers não são somente às áreas de uso comum que são atendidas por geradores na falta de energia, mas 100% da área privativa, incluindo o sistema de condicionamento de ar. Tanto os geradores quanto os equipamentos de ar-condicionado ficam fora das unidades, no subsolo, o que otimiza o espaço locado.

Seguindo a lista, a torre oferece um auditório que comporta 110 pessoas. Trata-se de um espaço flexível, que pode ser dividido, com o uso de divisórias modulares, em três confortáveis salas de reunião. Esse espaço tem toda a infraestrutura e equipamentos para reuniões e eventos, incluindo sanitários e copa. Além disso, existe um coffee-shop no pavimento térreo do empreendimento que, inclusive, pode oferecer serviço de catering.

Além de todas essas preocupações, os ocupantes sempre levam em consideração a quantidade de vagas de estacionamento. Neste ponto, a torre possui a ótima relação de uma vaga para cada 35 m² locados, com vagas VIP. Ao todo, são 2.856 vagas para autos e 536 vagas para motos, distribuídas em três subsolos e em cinco sobressolos. Existem vagas para portadores de necessidades especiais, além de bicicletário com vestiário masculino e feminino. Para organizar a operação diária do prédio, foram construídas, também, áreas para carga e descarga e expedição.

Outro ponto que não deve preocupar os ocupantes diz respeito à manutenção predial, bem como aos serviços. Todo os sistemas, incluindo o sistema de controle de acesso com 20 catracas sociais, são administrados pela CBRE, empresa especializada e reconhecida no setor. Com esse trabalho, as empresas terão sempre as melhores condições no que diz respeito à limpeza e à manutenção das áreas comuns, bem como terão acesso fácil à administração para solicitações e agendamentos, como para as salas de reunião.

Respeito às pessoas e ao entorno

Não é novidade para o mercado que os empreendimentos sustentáveis são mais econômicos. De fato, esse tipo de construção, além de respeitar a natureza, proporciona uma notável redução nas contas condominiais, hoje sem prejudicar, de forma alguma, o conforto e a usabilidade. Para atender a essa necessidade, a torre é certificada como LEED Gold Core & Shell. Certamente, trata-se de algo bom, mas e se puder ser ainda melhor?

Um dos grandes entraves dos empreendimentos “verdes” é que muitas vezes eles são construídos como sustentáveis, mas não são operados como tal. O resultado: valores de condomínio mais caros. Para resguardar também esse ponto, a Torre B do EZ Towers está em processo para a certificação LEED O&M, que diz respeito à operação e manutenção, ou seja, certifica que os sistemas e as práticas podem ocorrer, e ocorrem, de acordo com o projeto.

Mas não é somente isso. Além de respeitar e colaborar para a paisagem urbana, por meio da integração com o entorno, a torre possui um diferencial: o aprimoramento da acessibilidade, indo além do atendimento às normas. Trata-se de um trabalho realizado em parceria com o guiaderodas, que possui uma filosofia coerente e que mostra que a acessibilidade não é apenas para pessoas com deficiência, mas para todos, desde pessoas com idade avançada até mulheres de salto ou pessoas com malas que possuem rodinhas. Ou seja, um empreendimento acessível é bom para todos, independentemente das demandas de cada indivíduo. A questão é que simplesmente atender às leis em relação ao tema não resulta, necessariamente, em espaços melhores para todos. E é nesse ponto que o trabalho do guiaderodas entra: “Existem detalhes, como um sensor de iluminação no sanitário, um tapete do tipo errado, uma passagem apertada, entre outros, que fazem bastante diferença”, explica Bruno Mahfuz, diretor da empresa. O trabalho, então, consiste em visitas técnicas e avaliações funcionais dos espaços, seguidas por sugestões de alterações.

Depois dessas alterações, com o sucesso do processo, o empreendimento recebe o selo guiaderodas, que o identifica como tendo acessibilidade aprimorada, como é o caso da Torre B do EZ Towers, que além do selo recebeu uma placa. Mas, além das adaptações estruturais, um dos trabalhos mais importantes diz respeito ao treinamento da equipe que atua na operação. Com esse treinamento, cada profissional é instruído não somente em relação às formas de tratamento das pessoas com necessidades especiais, mas também aos processos, como o pronto atendimento de uma pessoa que precisa de auxílio, por exemplo, para estacionar o carro em uma vaga reservada, mas que fica resguardada por um cone. E, para garantir a continuidade desse trabalho frente à necessidade de manutenção e à troca de equipes, o selo é renovado a cada dois anos, por meio de novas avaliações.

Sobre a Brookfield

A Brookfield Asset Management (BAM) é uma gestora global de ativos, com aproximadamente US$ 285 bilhões em ativos sob gestão. Com operações em mais de 30 países, a companhia tem uma história de mais de 115 anos como investidora e operadora de ativos reais, com foco em investimentos imobiliários, energia renovável, infraestrutura e private equity. No Brasil, onde está presente desde 1899, a Brookfield detém um portfólio de aproximadamente R$ 77 bilhões em ativos sob gestão, o que a coloca como uma das maiores plataformas de investimentos no País. Suas operações estão presentes em 19 Estados brasileiros e empregam mais de 20.000 funcionários.

A Brookfield Property Group é a empresa responsável pela gestão dos investimentos do grupo no setor Imobiliário Comercial, que globalmente representa um portfólio de US$ 155 bilhões e envolve edifícios comerciais, shopping centers, galpões industriais, empreendimentos multifamiliares e hotéis, entre outros. No Brasil, trata-se de um dos maiores investidores do mercado nesse segmento, com ativos sob gestão que somam R$ 7,8 bilhões e compreendem aproximadamente 355 mil metros quadrados de área locável em edifícios comerciais de alto padrão e outros 230 mil metros quadrados em shopping centers, em São Paulo e no Rio de Janeiro.

 

Localização

Toda a qualidade da Torre B do EZ Towers está relacionada à região na qual ela está. Ou seja, estamos falando de um empreendimento triple A em uma das melhores localizações da cidade de São Paulo. A extensão da Av. Dr. Chucri Zaidan chegou até a Chácara Santo Antônio com outras diversas intervenções e obras viárias. Com isso, uma região que pedia esse tipo de avanço agora conta com uma estrutura melhor para receber empresas e movimentação comercial e urbana em geral. E, agora, não se trata apenas de uma previsão, a região está ativa e muitas empresas estão ocupando ou buscando os espaços disponíveis, para aproveitar toda conveniência e tecnologia que ali foi implantada. E, certamente, o EZ Towers é um ícone dessa mudança, não somente pelo design diferenciado, mas pela filosofia de oferecer conforto e conveniência, que foi traduzida em ações práticas e infraestrutura.

Sendo assim, é fácil entender que o diferencial da Torre B do EZ Towers não se resume à superação de expectativas em relação à estrutura e aos serviços, a localização também é um destaque. A poucos metros da Marginal Pinheiros, o empreendimento oferece fácil acesso, a pé, à três shoppings centers. A rede hoteleira conta com hotéis de diversas classificações, como Novotel, Ibis, Ibis Budget, Mercure, Transamérica, Blue Tree Premium e Intercity, entre outros. Além disso, um novo hotel Four Seasons que será inaugurado em breve, sem contar, ainda, com o Palácio Tangará, que fica dentro do parque Burle Marx, do outro lado da Marginal Pinheiros.

O acesso ao transporte público é outro destaque. A torre está apenas a 10 minutos, de carro, do aeroporto de Congonhas, mas com a conclusão da linha Ouro do Monotrilho do Metrô esse acesso será ainda mais facilitado pela futura Estação Morumbi. Além desta linha, o usuário consegue chegar, a pé, na estação Morumbi da CPTM (Linha Esmeralda) e, com isso, consegue acessar todas as linhas do Metrô nas conexões com a Linha Amarela, em Pinheiros, e na Linha Lilás, em Santo Amaro. Isso tudo sem mencionar, ainda, as diversas linhas de ônibus.

Com todas essas características, a Torre B do EZ Towers chegou ao mercado elevando padrões. E o reconhecimento desse feito está na alta taxa de ocupação do empreendimento. “O EZ Towers imprime sofisticação aliada a modernidade e isso é um diferencial em relação aos empreendimentos da região. Definitivamente, é um destaque”, explica Patricia Beznos, Senior Leasing Manager da Brookfield Brasil Que tal ter a sua empresa em um empreendimento que vai agregar não somente uma boa imagem corporativa mas, também, a tranquilidade de ter o seu trabalho sendo realizado da melhor forma, com as melhores condições e com a melhor infraestrutura?

Que tal ocupar um espaço no empreendimento que, rapidamente, virou ponto de referência e de qualidade? Essa é a sua chance.

Para saber mais detalhes sobre a disponibilidade dos espaços na Torre B do Ez Towers, entre em contato no e-mail locacao@brookfieldbr.com ou com a CBRE, no consultoria@cbre.com.br ou no telefone (11) 5185-4688.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 4 =